domingo, 21 de fevereiro de 2010

DIVÃN...MEU MUNDO TÁ FECHADO PRA VISITAÇÕES!


Eu vivo num mundo que somente eu consigo entender...minhas coisas, meus conceitos, minha vida, meu mundinho...a minha opnião é apenas o que me importa agora sem distracões...
Nesse momento eu tento adivinhar coisas que estão além do meu olhar.
Eu sou uma criança de um povo surdo...que não escutam os meus gritos.
E que venham à meu socorro alguém, pq agora estou construindo em volta da minha vida barreiras pra não mais ver o dia.
Eu orei à meu Deus, fechada e sozinha em minha torre, e ele não me escutou...
Como vocês, eu queria ver rostos, mas só o que vejo são mascaras e pessoas falsas..!
Só por hoje quero esquecer esse mundo sordito, quero sair por aí, ver a paisagem, escutar minha mensagem.
As barras de uma gaiola podem me cercar nesse momento, mas não cessarão minhas lágrimas.
Eu tentei perdoar e fechei os olhos, para aprender a sonhar.
E eu tentei perdoar, e fechei os olhos sobre minha realidade.
E agora eu sou o alvo que ele precisa, o satélite à mais..
E eu curvei meus joelhos e rezei...mas meu Deus não me escutou.
E agora sou hóspede do medo!


"Andar junto, pular junto, é perfeito
Cair junto, morrer junto, é perfeito
Andar junto, pular junto
Cair junto, morrer junto
Partir em cinzas, não escutar nada
Acabar em sangue,
Não mais esperar.."