terça-feira, 30 de novembro de 2010

A Felicidade...


“Quanto mais envelhecia, quanto mais insípidas me pareciam as pequenas satisfações que a vida me dava, tanto mais claramente compreendia onde eu deveria procurar a fonte das alegrias da vida.
Aprendi que ser amado não é nada, enquanto amar é tudo (...).
O dinheiro não era nada, o poder não era nada. Vi tanta gente que tinha dinheiro e poder, e mesmo assim era infeliz.
A beleza não era nada. Vi homens e mulheres belos, infelizes, apesar de sua beleza.
Também a saúde não contava tanto assim. Cada um tem a saúde que sente. Havia doentes cheios de vontade de viver e havia sadios que definhavam angustiados pelo medo de sofrer.
A felicidade é amor, só isto.
Feliz é quem sabe amar.
Feliz é quem pode amar muito.
Mas amar e desejar não é a mesma coisa.
O amor é o desejo que atingiu a sabedoria.
O amor não quer possuir.
O AMOR QUER SOMENTE AMAR..."

(Hermann Hesse, Prémio Nobel da Literatura, in Sull'amore, Mondadori)

O amor é sempre novo...Não importa que amemos uma, duas, dez vezes na vida, sempre estamos diante de situações que não conhecemos.
O amor pode nos levar ao inferno ou ao paraíso, mas sempre nos leva a algum lugar...É preciso aceitá-lo, porque ele é o alimento de nossa existência.
Se nos recusamos, morremos de fome vendo a árvore da vida carregada, sem coragem de estender a mão e colher os frutos...É preciso buscar o AMOR onde estiver, mesmo que isso signifique horas...dias...semanas...meses...anos de decepções e tristezas.
Porque, no momento em que partimos em busca do AMOR, ele também parte ao nosso encontro. E nos SALVA..!




O AMOR É COMO O VENTO...NÃO POSSO TOCÁ-LO, MAS POSSO SENTI-LO...
E APENAS O CORAÇÃO NOS LEVA A DESCOBRIR O CAMINHO CERTO PARA O VERDADEIRO AMOR...!



BY SAN.