quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Como uma borboleta... )!(



Às vezes no silêncio da noite fico pensando e no passar dos dias fico falando. rsrsr.. É + ou - isso! o.0

Estes dias estava tentando explicar para uma amiga como as mulheres vêem as coisas… então inventei essa expressão “Borbolística”...kkkkkkkkkkkkkkkkk
"Eu e minhas teorias" :D
Eu disse que as mulheres têm uma visão Borbolística das coisas…
Bem, Vou tentar explicar melhor! =)
Isso quer dizer que as mulheres têm uma visão sonhadora e muitas vezes irreal das coisas… Querem que sua vida seja como os romances dos filmes, séries, novelas e livros.
Ou seja, logo descobrem que sua visão é como uma borboleta é alimentada… Torna-se borboleta voa por um tempo… pouco tempo… e depois deixa de existir… Quer dizer “As borboletas” =/

Minha admiração por elas não vem do fato de que são seres passageiros, que logo deixam de viver.
Vejo, além disso, apesar de sua breve vida, vejo nelas algo que sinto.
Pense em seu período como lagarta, não é um período belo, pode ser um tempo triste, solitário, desgastante...
Precisa rastejar lentamente em busca de alimento, para se fortalecer, para atingir seu objetivo.
Depois ela precisa encontrar um lugar seguro, se fechar em seu casulo e esperar o momento... O momento em que irá dar seu primeiro vôo da liberdade.
Ela pode ter uma breve vida, mas ela vive intensamente para seu objetivo e aproveita sua liberdade.

Há algum tempo tenho rastejado lentamente, como uma largata esperando virar borboleta... Preparando-me para atingir meu objetivo.
Tem sido um período duro, difícil, desgastante, solitário.
Mas estou me sentindo bem mais forte, preparada, mas sei que tenho que estar segura em meu casulo, aguardando pelo meu vôo da liberdade...
O período breve dentro desse casulo é essencial para que haja o vôo, para que minhas asas se preparem. Pra que eu vire uma linda borboleta. (E disso eu não tenho dúvidas) :)

“Não se pode apressar a saída da borboleta de seu casulo, pois ela pode não conseguir voar.”

Sendo assim, enfrento o tempo, que pode parecer inimigo, mas na verdade o tempo é um mal necessário, para que o bem não seja temporário...
Tempo para que minhas asas fiquem completas, leves e lindas. *-*
Tempo para que chegue o momento para meu vôo espetacular para a liberdade. *-*

Pq tudo tem seu tempo e o meu não seria diferente! *-*

É isso... Assim é a minha visão borbolística da vida…
Pelo menos da minha! :)

By Sandra