domingo, 30 de dezembro de 2012

Alguém para ficar...

“O Amor é o desejo de encontrar alguém que viva sinceramente a liberdade de amar alguém, só pelo bem querer.” [Tico Santa Cruz]

 



Quem sabe um dia, a gente encontre alguém assim: que não queira carregar nada além de sonhos, que não tenha lembrança pra doer, mágoa pra recordar ou culpa para lamentar.
Alguém que não se atormente pelo que poderia ser, e esteja agradecido sempre apenas pelo que se é.
Quem sabe um dia, a gente encontre alguém assim: que não se importe com o que ficar para depois e que não lamente o que ficou para trás.
Alguém assim: simples de coração, pronto para navegar por qualquer mar, para mergulhar em qualquer sonho sem ressalvas. Pronto para enfrentar qualquer vento sem medo de ser levado com ele.
Quem sabe a gente encontra por aí, alguém com a receita certa para ser feliz sem precisar inventar tanta coisa. Que saiba ficar sem precisar malabarismos, que não faça doer e nem o dia se acabar em tédio.
Alguém cujo coração saiba doar sem precisar nada em troca. E que não se venda por qualquer trocado de desejo ou curiosidade.
Quem sabe um dia a gente encontra por aí, alguém que fique além da superfície. Que ame profundamente além da máscara, além da maquiagem e de toda a farsa.
Alguém que deseje verdadeiramente além do corpo. Que penetre além da alma. Que ouça além do que for dito. Que leia além do que está escrito.
Quem sabe um dia a gente encontre alguém que fique só pelo bem querer, só pelo prazer de ficar.


Que os beijos nos tragam a calma. Que o afeto nos cure a alma. Que o carinho permaneça. Que a gentileza prevaleça. Que as coisas boas se multipliquem.


A sombra do mar...

By San

Talvez devêssemos manter a ideia de que qualquer dia possa ser o último. Quem sabe assim, pudéssemos amar sem tantas preocupações, sem tantas exigências. Perdoar sem demora e se desculpar rapidamente. Acreditar que todo dia possa ser o último, talvez nos fizesse aproveitar mais e reclamar menos, ser feliz com o que temos hoje, já que o amanhã é incerto.

O Ano Novo remete diferentes lugares na memória de cada um. O importante é sempre o que ainda seremos.

Feliz Ano Novo... Feliz mundo novo!  =)





 

domingo, 23 de dezembro de 2012

O ANJO E A GAROTINHA...


Descalça e suja, a pequena garota ficava sentada no parque, olhando as pessoas passarem. Nunca tentava falar; não dizia uma única palavra.
Muitas pessoas passavam por ela, mas nenhuma sequer lhe lançava um olhar; ninguém parava inclusive eu.
No outro dia, decidi voltar ao parque, curiosa para ver se a menina estaria lá. 
Exatamente no mesmo lugar lá estava ela, encolhida no alto do banco com o olhar mais triste do mundo.
Mais hoje, não pude simplesmente passar, pelo contrário, fui em sua direção.
Quando comecei a me aproximar pude ver que as costas de seu vestido indicavam uma deformidade. Chegando mais perto, a garotinha lentamente baixou os olhos para evitar meu intenso olhar; e vi o contorno de suas costas mais claramente: ela era grotescamente corcunda.
Sorri para lhe mostrar que eu estava bem e que estava ali para conversar e lhe ajudar. 
Sentei-me e iniciei com um “olá”. A garota reagiu chocada e balbuciou um “oi”; após fitar intensamente meus olhos. Sorri de volta.
Conversamos até o anoitecer e quando o parque estava vazio perguntei por que ela estava tão triste. 
Ela olhou-me e disse:
_Porquê sou diferente.
Disse-lhe sorrindo:
_ Sim, você é.
A garotinha ficou ainda mais triste desabafando: “Eu sei”.
_ Minha querida, você me lembra um anjo doce e inocente.
_De verdade?
_ Sim, você é um pequeno anjo da guarda mandado para olhar todas as pessoas que passam por aqui.
Ela acenou um Sim com a cabeça.
Neste momento, sorrindo, abriu suas asas e piscando seus olhinhos falou:
_ Sou um anjo sim, o Seu Anjo da Guarda.
Fiquei sem palavras e certa de que estava tendo visões.
A bela criatura finalizou:
_ Quando você deixou de pensar unicamente em você, meu trabalho aqui foi realizado.
Imediatamente indaguei:
_ Espere! Por que ninguém mais parou para ajudar um anjo?
_ Você foi à única capaz de me ver. – E desapareceu.

Quando você pensar que está completamente só, lembre-se, Deus sempre manda seus anjos... 
E seu anjo está sempre tomando conta de você. 
O meu estava! =)

(Não encontrei o nome do autor)


FELIZ NATAL, CHEINHO DE MUITA PAZ. E AMOR.

By San








quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Não há remédio que te deixe imune ao passar do tempo. Nem comprimido que impeça seu corpo de doer de saudade.

Com o passar dos anos todas as coisas vão embora. As ruins e as boas. As decepcionantes e as inesquecíveis, sem distinção. É tão óbvio isso, mas nunca pensamos a respeito, talvez por ser difícil demais admitir o quanto isso é assustador – como todas as coisas inevitáveis sabem ser. E só quando alguma coisa nos faz falta é que paramos para avaliar tudo aquilo que perdemos pela jornada. Os melhores amigos já não são os mesmos, o sonho que tinha o jeito de ser para sempre, sucumbiu faz tempo. Até mesmo a esperança em muitas coisas que nos parecia valer a pena, está mofada. Isso porque enquanto você passava correndo apressado pelas pessoas na rua para não perder hora, a vida estava voando. Enquanto você não retornava as ligações do seu amigo, outros amigos retornaram e você não foi mais convidado para os encontros dos colegas. Quando você não quis ouvir o que o outro tinha a dizer, ele encontrou alguém disposto. Quando você não quis pedir desculpas e abrir mão do seu orgulho, o tempo afastou de ti os mais essenciais. No momento em que optou por não falar algo importante que poderia mudar o destino de muitas vidas, você alterou o seu próprio destino se sabotando. Só teve tempo de acumular lembranças superficiais que vão doer toda vez que pensar que poderia ter sido mais autêntico e verdadeiro. Mais intenso ou menos covarde.
Cuidemos então de nós e de tudo o que ainda temos. Porque a injustiça do tempo é para todos. O tempo não vai te olhar nos olhos e perguntar se você foi um bom menino, ou uma boa menininha, nem te poupar porque sempre foi generoso com o outro. O tempo é o mesmo, para mim e para você. Então proteja o que faz diferença em sua vida. Aquilo que ainda consegue te arrancar a dor do peito. Aquilo que te pinta um sorriso no rosto com imensa facilidade. Que te dá colo com palavras, gestos e até nos silêncios consegue te devolver a calma. Cuide de tudo o que te importa como quem cuida de um filho, ou de um grande amor. Com todas as lágrimas que forem necessárias, com todos os sorrisos que vierem.
Não existem formas de evitar que as pessoas se percam, mas, podemos fazer valer o tempo em que ainda estivermos junto delas.

(Camila Heloíse)


By San


Não existem formas de evitar que as pessoas se percam, mas podemos fazer valer o tempo em que ainda estivermos junto delas.



         

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Todos nos carregamos conosco uma história...



"O que existe além do que já foi dito sobre o amor?


Toda minha vida pautada em amores que tive ou gostaria de ter.


Falando sobre os que tive, também não tenho muito a dizer.
Amei e fui muito bem amada.


Mas foi um amor, um único amor que veio, cruzou minha vida, tocou a minha alma e ficou marcado em minha pele.
...


Todos nos carregamos conosco uma história.
Aquela que só nos atrevemos a lembrar, quando durante a noite no escuro, encostamos nossas cabeças no travesseiro e o silêncio cala fundo.

Não importam os anos, certas coisas simplesmente permanecem.

Mas então, numa quinta-feira a tarde de um ano qualquer, tropeçamos nesse amor já supostamente esquecido.
Percebemos que amor igual não há e aquela pessoa continua e continuará a ser nossa referencia afetiva mais sincera e profunda.

Não é doença nem obsessão. Alias não é nada, só amor. Amor dos bons, daqueles que são únicos e maravilhosos, que acontecem poucas vezes na vida das pessoas. Daqueles amores que ficam e que teremos que conviver com ele como algo concreto e parte de nossas vidas.

Que alma consegue atravessar a vida sem ter conhecido o amor? E quem sabe ter a sorte de ser correspondido?

Que vida vale a pena sem amor?

Nenhum sentimento é mais lindo profundo e transformador que o amor.

Só o amor transcende e purifica, enlouquece, cura, invade, permanece, liberta e aprisiona.

Quando acontece é um som grave que penetra invade e permanece.

Não compliquem e nem elaborem o sentimento mais incrível e poderoso de todos.

Permitam que ele chegue e se instale.

Pois, o resto são bobagens meninos, bobagens."

Amarello amor

Carolina Ferraz.

 




 "Às vezes é um instante... A tarde faz silêncio. 
O vento sopra a meu favor...
Às vezes eu pressinto e é como uma saudade...
De um tempo que ainda não passou.


Me traz o seu sossego...
Atrasa o meu relógio...
Acalma a minha pressa...


Me dá sua palavra...
Sussurra em meu ouvido...
Só o que me interessa."

- Lenine -

 

                                                                                                                                                                              

terça-feira, 27 de novembro de 2012

TIM...TIM...

Um brinde ao meio bom senso de todos os dias que nos torna criaturas irônicas e muito mais divertidas. Um brinde ao amor no lugar do sexo. Ao sexo no lugar do estresse. Um brinde às ligações apenas pra dizer ‘estou com saudade de você’. E às pessoas que ainda conseguem dizer ‘Eu te amo’. Um brinde as uvas sem caroço. As mangas maduras. As amoras deliciosas e aos morangos frescos.
 Um brinde a quem descobriu a mistura perfeita de sorvete com coca-cola. Um brinde ao pôr do sol e as maravilhas que ele produz dentro da gente. A quem abraça apertado sem vontade de soltar. Aos beijos de língua despretensiosos. Aos SMS’s cheio de terceiras intenções. Um brinde as canetas que nos ajudam a escrever a poesia no papel quando a inspiração vem pela madrugada. As mesmas canetas que escreveram cartinhas de amor e nos ajudaram a voltar à fita quando ela enroscava. Um brinde aos convites de amigos para festas. Aos e-mails verdadeiros e sem correntes. As paixões verdadeiras e sem algemas. Aos sonhos de sonhadores e aos de padaria – que nos adoça a boca e a alma. Um brinde ao excesso de romantismo. Ao excesso de chocolate. Ao exagero no perdão e às tentativas malucas de dominar o mundo, de dominar o bairro, de dominar um parque de diversões. Um brinde a qualquer coisa misturada com leite condensado. A nostalgia que faz tudo por dentro sorrir outra vez. As fotos de infância que viram piadas. Às coisas boas que estão por vir. As coisas boas que já estão aqui. Um brinde a falta de energia que nos ensinou a acender velas. A falta de esperança que nos ensinou a rezar. A falta de sorte que nos ensinou a confiar nas pessoas. A falta de espaço que nos faz tocar no outro. Um brinde a boa música. Ao canto dos passarinhos. Àqueles que não se compreendem, mas se respeitam. Um brinde as almas leves e sorridentes. Um brinde a quem aprendeu a pedir licença. Um brinde a quem aprendeu a dizer obrigado. Um brinde aos bem humorados que pertencem às transparências do mundo. A quem é feliz por nada em especial e não se importa se as coisas vão durar para sempre. Um brinde a quem faz deste precioso agora, um momento único que possa valer por toda a vida.

(Camila Heloíse)

Por San

Nada é tão interessante quanto ter uma vida cheia de surpresas. *-*



quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Esquecer, poderia ser tão natural quanto piscar.





                                                                                                                                                                          

Deveria existir uma fórmula do esquecimento. 
Algo simples de ser resolvido sem precisar 
de grandes conhecimentos. Uma mistura de física, química e matemática, que se aprendesse na escola. 
Algo que fizesse o sorriso vir à tona e os olhos secarem em instantes. Esquecer deveria ser algo como ligar para alguém, escrever um bilhete, comer uma bolacha, ver um filme. Fácil, rápido e indolor. É uma pena. Mas esquecer não acontece para quem é de carne e osso. Esquecer não acontece pra quem tem coração. Engana-se quem pensa que é só na mente que permanecem as lembranças, meu corpo todo precisaria de um banho de esquecimento. Esquecer, poderia ser tão natural quanto piscar. A gente pisca e pronto, esquece tudo aquilo que dói, esquece a saudade, esquece a mágoa. Pisca com um pouquinho mais de força e pronto – esquece a pessoa.
 
 Camila Heloisa

By San

Ainda lembro o que passou...
Eu, você, em qualquer lugar...
Dizendo: “Aonde você for eu vou”.

[Marisa Monte]



segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Alguma coisa latejava lá dentro...

Uma imensidão de emoções apaixonadas tomando todo o coração preso à fascinação de Intensamente amar. Era um amor fazendo cócegas de coisa boa de sentir, de viver... Tudo isso se vislumbrava ao descerrar as cortinas da saudade enquanto uma lágrima evidenciava a tamanha carência de um querer vivendo à sombra de uma eterna ausência... 

(Cida Luz) 

Alguma coisa latejava lá dentro, um burburinho que vinha de lá do fundo. Uma espécie de choro sem dor. Era gratidão, eu sabia. Meu peito chorava com delicadeza, sem rasgar-se. Fazia reverências à vida que eu desisti de levar e que agora me leva. Sabe quando dentro da gente alguma coisa se sente profundamente grata? Quando os olhos não conseguem admirar o tamanho da grandeza do mundo e de tão felizes ficam miudinhos? Foi bem assim. Meus olhos ficaram miúdos diante do mundo. Meu coração, de tão feliz, não fez alarde. Tão agradecido por todas as belezas que me cobrem. Se sentindo imenso, na mais alta nuvem, no mais azul céu. Visualizando o quão completas são as coisas, como elas são decididas e se resolvem sozinhas. Quão generoso tem sido cada problema comigo, com você, com todos nós. Nenhum deles foi capaz de reduzir nossa doçura. Nenhum deles foi capaz de diminuir nosso sorriso, nem mesmo o tom da nossa voz foi alterado. E meu coração deu pulinhos aqui dentro, profundamente grato pelos instantes de paz em que consigo me perceber. Instantes em que me encontro aqui dentro, tão pequena. E me abraço e me agradeço por perpetuar esperanças. Por nunca desistir de amar ainda que doa. Por não ter vergonha de pedir desculpas, de pedir licença, de pedir pra voltar. Este choro manso é choro de coração agradecido. E mesmo que ainda nenhum final feliz tenha me encontrado – agradeço a força e a coragem desta eterna espera.


 By San


 (A vida é leve quando não supervalorizamos ninguém.)




quinta-feira, 20 de setembro de 2012

Saudade...??? Ahh sei lá... Nostalgia talvez!!! =/

Existe coisa pior do que sentir saudade daquilo que você não viveu? Daquela coisa toda de rir até desesperar que você não sentiu? Das situações e das conclusões gostosas dos acontecimentos que se quer pensaram em ocorrer?
E não é de expecta
tiva que falo, não é do desejo enfiado no buraco do estômago igual fome que dói, não, não é. Falo mesmo é de saudade. Como quando se fecha os olhos e aquela coisa toda boa ta lá, bem no final do túnel escuro, do outro lado da ponte, em cima da árvore ou dentro da caixinha de música. Mas não existe e não acontece.

Então você sente saudade porque aí dentro, bem no fundo do peito, quase que quase aconteceu. O sentimento veio junto com a imagem, daí o desejo já foi, a expectativa e tudo mais. Estas coisas já aconteceram antes da pessoa que você mais ama aparecer pela porta da sala, antes do seu nome aparecer em primeiro na lista dos que passaram no vestibular, antes do teste de gravidez dizer que sim. Então, depois da resposta para todas estas coisas ser não, o que resta sentir se não saudade? E não há nada para cobrir porque não tem vestígios de nada porque não aconteceu. Não tem bala que lembre o beijo porque você não beijou o suficiente, não tem roupas e nem perfumes pq não deu tempo. Nem música que tocava enquanto tudo era exatamente como se imaginava, porque era na verdade, só silêncio. O mundo lá na frente é todo branco porque não se tem mais expectativa e a saudade não tem cor e nem existe no futuro. O mundo lá para trás é mais branco ainda. E só tem você, ou eu, aí parado pensando nessa mistura toda invisível, sentindo o coração batendo descompassado.
E é bem nesse oco, neste vazio, neste nada, que bate a saudade.
 
By San


segunda-feira, 13 de agosto de 2012

Tudo na vida é passageiro, basta entender... =)


 Lá vamos nós por essa estrada sem fim... Muitas vezes vamos pegar tempestades, em outras, chuvas em excesso... mas vamos suportando os alagamentos, afinal, quem nunca se atolou na estrada hein hehehehe...!? =)

Pense assim; 
É como se fossemos verdadeiros ônibus rodando por essa grande rodovida. 
Cada um de nós tem o seu destino já traçado, já tem uma idéia de onde quer chegar, e pelo caminho vamos encontrando pessoas que embarcam na nossa história. 

A Rodovida nem sempre tem o asfalto liso. Na maioria das vezes é esburacada, de terra batida, sem sinalização e de vez em quando descobrimos que estávamos indo pelo sentido errado. Nada que um retorno não resolva. Mudanças de rota são muito bem vindas. :)
Existem também os sinais vermelhos e, se você não souber a hora de parar, pode acabar interrompendo a sua viagem ou bloqueando o caminho de outros. Melhor respeitá-los. 

Mas e os passageiros? 
Eles são muitos. E têm o poder de transformar o seu trajeto em algo extremamente prazeroso, inesquecível.  Alguns vão seguir com você até o ponto final, outros vão ficar pelo caminho e sempre vão existir aqueles que disseram que pegaram o ônibus errado, que tudo não passou de um engano.
 Para aqueles que já estão na estrada há muito tempo, e carregam uma certa bagagem, recomendo que você dê uma carona e ouça suas recomendações. 

Não se esqueça jamais de que você também tem o poder de expulsar quem quiser do seu ônibus. ^^'
E quando a viagem parecer longa demais e os olhos ficarem cansados, faça uma parada. 
Não é vergonha nenhuma e todos nós temos esse direito. =)

 E usem sempre o sinto de segurança. Com "S" mesmo. Ele pode impedir que vocês se esborrachem por aí... rsrsrsrsrs ;-)

Bjs e boa viagem! @@

By San

"É Preciso Saber Viver"

 




quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Só o amor suporta tudo!!!

Amor que é amor dura a vida inteira, se não durou é porque nunca foi amor. 
O amor resiste à distância, ao silêncio das separações e até às traições. 
Sem perdão não há amor. 
Diga-me quem você mais perdoou na vida, e eu então saberei dizer quem você mais amou.
O amor é equação onde prevalece a multiplicação do perdão. Você o percebe no momento em que o outro fez tudo errado, e mesmo assim você olha nos olhos dele e diz: 'Mesmo fazendo tudo errado eu não sei viver sem você. Eu não posso ser nem a metade do que sou se você não estiver por perto!
O amor nos possibilita enxergar lugares do nosso coração que sozinhos jamais poderíamos enxergar. 
O poeta soube traduzir bem quando disse:
Se eu não te amasse tanto assim, talvez perdesse os sonhos dentro de mim e vivesse na escuridão. 
Se eu não te amasse tanto assim talvez não visse flores por onde eu vi, dentro do meu coração! 


((Padre Fábio de Mello))

By San



E as estrelas vão me guiar....♥



domingo, 29 de julho de 2012

Amor a Luz da Lua...

A princesa e ele...

No escuro do céu as estrelas brilhavam a noite mais linda do ano...
Lua alta, cheia, brilhava majestosa como diamante...

A princesa se arruma e se perfuma em seus aposentos... 

 O moço espera a oportunidade de vê-la novamente...
Pra matar a saudade da felicidade que passaram juntos...

Ela mandou um bilhete que dizia: “Moço, na estrada das estrelas, proximo ao caminho das folhas quando a Lua estive no meio do céu” =)

E assim quando a Lua estava no meio do céu juntamente com o silencio das estrelas o moço chegou lá... Avistou aquela maravilha caminhando na estrada das estrelas... Sapatinho rasteiro, vestido azul claro e um perfume leve...doce, como ela...

Oi moço, tudo bem?

-Estou bem... O que deu em você que quis me ver? 
Se o povo ver nos dois aqui, eles vão te crucificar e minha sentença será a forca. Entende?

A princesa sorriu e saiu correndo por um caminho estreito tomado pelas folhas verdes dos galhos das arvores... O moço que senti medo do escuro correu seguindo os passos da princesa que escondeu entre alguns arbustos e assustou o moço que passava despercebido... E disse;

Moço me toma, em seus braços e me da um beijo doce, quero sentir o calor de seus lábios...

Naquele momento o vento soprou as folhas que deixaram o brilho das estrelas entrarem iluminando aquele momento único...

Cabelo solto ao vento...
Beijo nas mãos, na testa e no queixo... Beijo nos lábios...
Beijo que enrosca a língua e morde os lábios...

O vento sobra e a Lua aparece por entre as folhas...

A camisa cobriu o chão por cima das folhas secas...
Os beijos não param...

Frio na barriga e beijos nos lábios...
Deita, abraça , beija e tira a roupa...

Nua como Lua ela estava...
 Ele, desejo de um lobo mau...

Beijos na boca, orelha e pescoço...
Beijava ela e sintia o gosto doce do seu mel...
Hum... Ai já era!  ♥ A Luz da Lua...


By San



Beijo no sorriso
... e que a leveza nos encontre! =)

 Até Avista! 














quarta-feira, 25 de julho de 2012

QUANDO A BOCA CALA... O CORPO GRITA!!!



Este alerta está colocado na porta de um espaço terapêutico onde eu estive recentemente em uma palestra, achei fantástico por isso resolvi postar aqui... Só não sei o autor, pois não tinha assinatura.

 
 
 
A enfermidade é um conflito entre a personalidade e a alma.
O resfriado escorre quando o corpo não chora.
A dor de garganta entope quando não é possível comunicar as aflições.
O estômago arde quando as raivas não conseguem sair.
O diabetes invade quando a solidão dói.
O corpo engorda quando a insatisfação aperta.
A dor de cabeça deprime quando as duvidas aumentam.
O coração desiste quando o sentido da vida parece terminar.
A alergia aparece quando o perfeccionismo fica intolerável.
As unhas quebram quando as defesas ficam ameaçadas.
O peito aperta quando o orgulho escraviza.
A pressão sobe quando o medo aprisiona.
As neuroses paralisam quando a “criança interna” tiraniza.
A febre esquenta quando as defesas detonam as fronteiras da imunidade.
Os joelhos doem quando o orgulho não se dobra.
O câncer mata quando não se perdoa e/ou cansa de viver.
E as dores caladas? Como falam em nosso corpo?
A enfermidade não é má, ela avisa quando erramos a direção.
O caminho para a felicidade não é reto, existem curvas chamadas Equívocos, existem semáforos chamados Amigos, luzes de precaução chamadas Família, e ajudará muito ter no caminho uma peça de reposição chamada Decisão, um potente motor chamado Amor, um bom seguro chamado FÉ, abundante combustível chamado Paciência.
Mas principalmente um maravilhoso Condutor chamado DEUS.
Autor desconhecido.
 By San
 

sexta-feira, 13 de julho de 2012

Eu só quero ficar só...


Tanto homem querendo ser seu, tanto amor querendo se doar para você. 
Tanto sorriso que esbarra em seu muro de medo, em sua muralha assombrosa que acredita que ninguém neste mundo possa ser real. 
Tanta vontade de te fazer feliz enroscando em seu arame farpado. 
Tanta palavra perdida com a rapidez da sua fuga. 
Tanta esperança mofando esperando quem não vêm.
Tanta gente querendo segurar sua mão moça, e você, escolhendo congelar o próprio coração dentro do peito.

Sabe, faz tempo que a música me salva de uma solidão esmagadora. Ela me lembra que não importa o tamanho da dor, sempre vale a pena dar ouvidos à melodia da vida.

By San 

Nostalgia: É quando você se esquece completamente do que é e do que tem, pra se doer inteiro por aquilo que quase foi e quase teve.









quinta-feira, 12 de julho de 2012

Então, eles disseram: _ se não temos ondas, pulamos estrelas. E assim foi.

Peço perdão aos pudicos,
aos menores de idade,
aos maiores em pudores,
mas precisava;

de uma cena quente
de uma cena bela
de uma cena perfeita pra animar o pedaço. =)

( Ferve o sangue na alma. Ferve a alma no corpo. Ferve o corpo no copo. Ferve o copo nos lábios... Ferve os lábios na outra boca...♥)



sexta-feira, 29 de junho de 2012

Quando entendi o TEMPO, me entendi...

Quando veio, mostrou-me as mãos vazias, as mãos como os meus dias, tão leves e banais. E pediu-me que lhe levasse o medo, eu disse-lhe um segredo: "Não partas nunca mais"... De vez em quando o medo abraça a nossa vida e leva para bem longe a nossa coragem. Deixa-nos à deriva, abandonados a própria sorte, esperando pelo resgate generoso da suave mão do tempo. O tempo, que mesmo sem querer, acaricia a nossa inesgotável esperança; o tempo que desfaz armadilhas do destino; o tempo que ultrapassa as circunstâncias e transforma sonhos em realidade. O tempo que triunfa sobre as nossas tantas incertezas. O tempo, lugar onde a alma passeia leve, desviando-se do parvo conceito de condição desfavorável. De vez em quando a voz dos sentimentos cala; fica muda… De vez em quando, a visão desfocada dos acontecimentos embaça o nosso próprio conceito de entendimento. E a gente se desentende… Desentender-se da vida toda que existe em nós, faz com que, de tempos em tempos, a gente se transforme, sem perceber, em um enorme deserto inabitável para os melhores sentimentos. Lugar vazio e árido. Lugar onde o tudo para e o nada acontece. E eu que sou frágil ao extremo – embora tenha força suficiente para permanecer -, quando sou vazio desértico, me desfaço em mil pedaços que são levados pelo vento… Mas o tempo reconstrói; o tempo modifica; o tempo recolhe os nossos vazios; o tempo reúne os nossos pedaços e recompõe a nossa essência. Esse tempo que reconhece o nosso imenso valor diante da vida… Esse tempo é amor que ilumina desertos! Depois de desfazer as armadilhas do destino; depois de libertar-nos do medo, a generosa mão do tempo, ajuda-nos a reescrever a nossa própria história. E a quatro mãos, de verso em verso, nossa história recomeça e se transforma em poesia. Uma poesia livre, de rima solta, sem métrica certa, mas de amor imenso. Amor! Este amor que é infinito, que faz do silêncio, prece; do medo, coragem; da vida, sonho possível. Amor esse, que alimenta os nossos anseios, e faz dos nossos dias instantes inteiros de alegria e agradecimento. Esse amor também é tempo. Tempo de casa cheia e coração habitado; tempo de sentimentos dançando do lado de dentro. Tempo que renova os nossos desejos e clareia a nossa intenção com relação a tudo aquilo que existe em nós. O tempo! Único capaz de se sobrepor aos fatos e ganhar o exaustivo embate entre razão e sensibilidade... "By San"

terça-feira, 15 de maio de 2012

Alice...

Alice morreu. Ela descobriu que suas maravilhas nunca foram reais. Que as flores do seu jardim haviam um dia florido artificialmente apenas para que assim fosse e se mantivesse, como de costume. Que a toca do que diziam ser um coelho, na verdade era um urso faminto, e que as maravilhas que ele lhe ofertara eram ilusões, irreais e fantasiosas. Alice, então, percebe que os vestidos já não combinam com ela, que o cabelo pode mudar e que mais bela ficaria se aos pés levasse um salto. O coelho? Ela seguiu sem ele, não magoada, afinal ele á levou ao impossível, ao inexistente, fez com que sonhasse, e nela despertou tudo que lhe fez bem, porem, ele é apenas um coelho e jamais lhe poderia tornar real tudo que fora visto e desejado por ela ... Ela se tornara outra. Foi então que ela percebeu quem era Alice. Percebeu que a única maravilha que realmente existia, era ela própria. =D (San)

domingo, 22 de abril de 2012

Meu Querido Futuro Namorado...

Oi meu querido... Eu sei que você está meio perdido ainda, mas espero que você encontre o caminho da minha casa, logo. Tenho um pouco de pressa. Olha, eu não quero que você tente ser perfeito, longe disso; pois eu quero amar seus defeitos, amar suas manias, amar seus medos, amar seu orgulho, amar você por completo. Sei que chegará a hora certa para eu te conhecer, mas o que acontece, é que essa hora está demorando muito para chegar, e enquanto isso, o meu coração continua assim, vazio sem você... =/ Pois é, meu querido futuro namorado, eu espero que você seja o namorado dos sonhos. *-* Não, eu não quero que você me dê jóias, e muito menos que deixe de assistir futebol por minha causa, eu só quero que você me ligue, num dia qualquer; numa hora qualquer; dizendo que está com saudade. Eu só quero que você olhe nos meus olhos, para dizer “eu te amo”. Eu só quero que você me faça sentir todos os tipos de sensações - de arrepios intensos a borboletas no estômago. Não é pedir muito, certo? Bom, meu querido, eu só quero que você seja capaz de despertar um imenso amor no meu peito, e principalmente, seja capaz de correspondê-lo na mesma intensidade. Um grande beijo, da mulher que você ainda não sabe que existe. Sandra

quarta-feira, 11 de abril de 2012

ALL YOU NEED IS LOVE !


Um café e um amor… Quentes, por favor!

Sem excessos de doçura ou amargura.
Forte
... Doce…
Que ambos façam meu coração acelerar.
Que me mantenham viva.

Um café e um amor… Quentes, por favor!

E que de nenhum deles eu sofra de vício,
Mas que de ambos,
Eu possa me dar ao luxo do hábito.

Um café e um amor… Quentes por favor!

Pra ter calma nos dias frios.
Pra dar colo
Quando as coisas estiverem por um fio.

E que eles nunca tenham gosto de ontem
Nem anseiem pelo amanhã
Que me façam feliz nesse agora,
Que me abracem pela manhã.

Amargos, suaves
Intensos, sutis
Saborosos!
E quentes.

♥Um café e um amor… Quente por favor!♥

(Caio F. Abreu)

By San


sexta-feira, 30 de março de 2012

Sim eu sou louca, mas quem não é ???


Eu sou estranha. Eu tenho vergonha até por MSN, eu tenho ciúme até de foto...
Eu choro ouvindo música e grito quando me assusto.
Eu sou escandalosa, porém tímida, isso depende se estou perto dos meus amigos ou não. Aliás, quando estou com meus amigos eu perco a vergonha na cara e só faço palhaçada. Sim, eu sou estranha, mas pelo menos procuro ser feliz.
Pois é… Meu All Star está surrado e minhas unhas imperfeitas quebram sem parar.
Minha risada é alta, minha voz é estranha e eu faço caretas involuntariamente.
Como pipoca, brigadeiro e sorvete sem culpa.
Converso sozinha, canto errado, danço como uma louca em casa e na chuva, dou risada dos meus tombos, faço palhaçadas, converso com os animais, brigo com objetos quando esbarro neles.
Sim, eu sou louca, mas quem não é?
E sabe uma coisa? Dane-se a sociedade. Pessoas perfeitas são um saco. =D

By San




terça-feira, 20 de março de 2012

Eu e Martha Medeiros...


Vendo bem, as pessoas parecem totalmente felizes com as suas escolhas, mas todo mundo tem suas dores de estimação. Seus pendentes, sua história mal resolvida, mal contada. Sempre tem alguma coisa que ficou por dizer por fazer. Nunca ficamos totalmente quites com a vida. Sempre tem um “MAS”, um suspiro guardado.
Não dizemos aquelas coisas que gostariamos de dizer, e nem de fazer. A vida não é uma novela, que qando você erra a cena, pode repetir umas dez vezes até ficar perfeita.
A vida SÓ vale uma vez. Sem ensaios, sem repetições, sem textos decorados. Pronto. Foi. Fez como devia? Ótimo. Não fez? Espera a próxima oportunidade. Se não fizermos como tinha que ser da vez que nos foi dado a chance, não há mais volta. Passou.
Não é a toa que só depois de vivermos e passarmos por uma determinada situação é que ficamos analisando as coisas que poderiamos ter feito.Ficamos pensando : ”Haa,mas eu podia ter feito assim, eu podia ter falado assim”. PODIA,não pode mais.
Passou, não tem mais como voltar atrás. A única coisa que podemos fazer é acredtar que levamos alguma lição das situações passadas, e fazer diferente da próxima vez.
Todo mundo tem aquela conversa adiada pra 1 futuro que não aconteceu, aquele “Eu te amo que não foi dito. Aquela atitude que não foi tomada. Aquela ação que deixamos pra trás. Quantas vezes deixamos algo passar por questão de segundos? A pessoa perguntou: ”Você me ama? E sem saber porque você disse um “Não” sonoro, mas quando chegou em casa ficou se perguntado o porque de ter feito daquele jeito e não outro? E teve vontade de correr de volta e gritar “Sim,te amo mais que tudo. ”Mas ficou só na vontade. Porque o momento já havia passado.
Todos nós carregamos arrependimentos de coisas que deixamos por fazer, é a tal dúvida que nos acompanha, o “SE”. Como teria sido SE eu tivesse ido lá e dissesse o que penso? Como teria sido SE eu tivesse ido buscar ele no aeroporto? Se eu tivesse dito a minha mãe que amava, se eu tivesse tido a conversa com o meu pai? Se eu tivesse dito aquele menino a tempo que eu gostava dele? Como teria sido SE eu disse a minha amiga que queria ter ido com ela pra aquela festa. SE eu fizesse o que queria?Estaria hoje no mesmo caminho que estou agora? Isso teria mudado o rumo da minha história? Não sabemos, nunca saberemos.
Guardamos esse tipo de perguntas e situações pra o nosso arquivo de histórias mal resolvidas. E rezamos pra das duas uma: Ou que um dia consigamos resolver esse pendente que nos acompanha, ou que consigamos conviver dentro de nós mesmos com essa história mal parada.
Seguimos, e rezamos pra que tenhamos o minímo de paz dentro de nós. E uma vez a outra suspiramos pelo canto, com essas perguntas que não querem calar dentro de nós. E SE?


(Martha Medeiros)



By San




sábado, 17 de março de 2012

L-A-C-U-N-A... Espaço vago no interior de um corpo.


Queria saber quem é você.
Poder te chamar, te ter por perto, te amar com calma e doçura.
Queria saber porque não chegou ainda. Pra eu me embalar nos seus braços ao som de um samba e depois fazer amor até de manhazinha, na suavidade da minha trilha favorita.
Queria ter...
E rebolar com suas roupas pela sala enquanto te espero acordar pro café da manhã.
Ou pro café delícia da tarde, sabe? Aquele feito no coador, enquanto nos deliciamos com o cheiro do grão numa troca de conversas infintas em um tempo limite...
Quem é você? Por que não veio ainda?
Tô te esperando!
- E quando chegar abra a porta com a chave que conquistou, me ganhe num abraço de tragar pelos poros, me mate num beijo e me renasça com um suspiro.



Saudade do que não foi...
Ânsia d'q que eu não sei...
Sofrimento de lonjuras.

Ave!!


By San




Encostei-me a ti, sabendo que eras somente onda…
[Cecília Meireles]





sábado, 10 de março de 2012

#Para anotar no livro da vida# =)


Diz o mestre:

Reparem como certas palavras foram construídas para mostrar claramente o que querem dizer. Tomemos a palavra «preocupação» e dividamo-la em duas: pré e ocupação. Significa ocupar-se de uma coisa antes que ela aconteça.
Quem, em todo este Universo, pode ter o dom de se ocupar de uma coisa que ainda não aconteceu?
Nunca se preocupe. Esteja atento ao seu destino e ao seu caminho. Aprenda tudo o que precisa de aprender para manejar bem a espada de Luz que lhe foi confiada. Repare como lutam os amigos, os mestres e os inimigos.
Treine bastante, mas não cometa o pior dos erros: acreditar que sabe qual o golpe que o adversário vai usar.

( Maktub - Paulo Coelho )


Que em mim, exista um pote enorme de sabedoria, onde quando eu não puder compreender o outro que me machuca, este pote se abra como uma borboleta a sair de um casulo, trazendo-me o auto-consolo fruto do amor-próprio, deixando sorrisos sutis de entendimento...

Deus sabe tudo, conhece tudo, entende tudo. Ele está no controle de tudo!! *--*

By San


terça-feira, 10 de janeiro de 2012

(...)















Esses dias estou assim, sei lá... Fechada pra visitação!!!


Sandra