sexta-feira, 30 de março de 2012

Sim eu sou louca, mas quem não é ???


Eu sou estranha. Eu tenho vergonha até por MSN, eu tenho ciúme até de foto...
Eu choro ouvindo música e grito quando me assusto.
Eu sou escandalosa, porém tímida, isso depende se estou perto dos meus amigos ou não. Aliás, quando estou com meus amigos eu perco a vergonha na cara e só faço palhaçada. Sim, eu sou estranha, mas pelo menos procuro ser feliz.
Pois é… Meu All Star está surrado e minhas unhas imperfeitas quebram sem parar.
Minha risada é alta, minha voz é estranha e eu faço caretas involuntariamente.
Como pipoca, brigadeiro e sorvete sem culpa.
Converso sozinha, canto errado, danço como uma louca em casa e na chuva, dou risada dos meus tombos, faço palhaçadas, converso com os animais, brigo com objetos quando esbarro neles.
Sim, eu sou louca, mas quem não é?
E sabe uma coisa? Dane-se a sociedade. Pessoas perfeitas são um saco. =D

By San




terça-feira, 20 de março de 2012

Eu e Martha Medeiros...


Vendo bem, as pessoas parecem totalmente felizes com as suas escolhas, mas todo mundo tem suas dores de estimação. Seus pendentes, sua história mal resolvida, mal contada. Sempre tem alguma coisa que ficou por dizer por fazer. Nunca ficamos totalmente quites com a vida. Sempre tem um “MAS”, um suspiro guardado.
Não dizemos aquelas coisas que gostariamos de dizer, e nem de fazer. A vida não é uma novela, que qando você erra a cena, pode repetir umas dez vezes até ficar perfeita.
A vida SÓ vale uma vez. Sem ensaios, sem repetições, sem textos decorados. Pronto. Foi. Fez como devia? Ótimo. Não fez? Espera a próxima oportunidade. Se não fizermos como tinha que ser da vez que nos foi dado a chance, não há mais volta. Passou.
Não é a toa que só depois de vivermos e passarmos por uma determinada situação é que ficamos analisando as coisas que poderiamos ter feito.Ficamos pensando : ”Haa,mas eu podia ter feito assim, eu podia ter falado assim”. PODIA,não pode mais.
Passou, não tem mais como voltar atrás. A única coisa que podemos fazer é acredtar que levamos alguma lição das situações passadas, e fazer diferente da próxima vez.
Todo mundo tem aquela conversa adiada pra 1 futuro que não aconteceu, aquele “Eu te amo que não foi dito. Aquela atitude que não foi tomada. Aquela ação que deixamos pra trás. Quantas vezes deixamos algo passar por questão de segundos? A pessoa perguntou: ”Você me ama? E sem saber porque você disse um “Não” sonoro, mas quando chegou em casa ficou se perguntado o porque de ter feito daquele jeito e não outro? E teve vontade de correr de volta e gritar “Sim,te amo mais que tudo. ”Mas ficou só na vontade. Porque o momento já havia passado.
Todos nós carregamos arrependimentos de coisas que deixamos por fazer, é a tal dúvida que nos acompanha, o “SE”. Como teria sido SE eu tivesse ido lá e dissesse o que penso? Como teria sido SE eu tivesse ido buscar ele no aeroporto? Se eu tivesse dito a minha mãe que amava, se eu tivesse tido a conversa com o meu pai? Se eu tivesse dito aquele menino a tempo que eu gostava dele? Como teria sido SE eu disse a minha amiga que queria ter ido com ela pra aquela festa. SE eu fizesse o que queria?Estaria hoje no mesmo caminho que estou agora? Isso teria mudado o rumo da minha história? Não sabemos, nunca saberemos.
Guardamos esse tipo de perguntas e situações pra o nosso arquivo de histórias mal resolvidas. E rezamos pra das duas uma: Ou que um dia consigamos resolver esse pendente que nos acompanha, ou que consigamos conviver dentro de nós mesmos com essa história mal parada.
Seguimos, e rezamos pra que tenhamos o minímo de paz dentro de nós. E uma vez a outra suspiramos pelo canto, com essas perguntas que não querem calar dentro de nós. E SE?


(Martha Medeiros)



By San




sábado, 17 de março de 2012

L-A-C-U-N-A... Espaço vago no interior de um corpo.


Queria saber quem é você.
Poder te chamar, te ter por perto, te amar com calma e doçura.
Queria saber porque não chegou ainda. Pra eu me embalar nos seus braços ao som de um samba e depois fazer amor até de manhazinha, na suavidade da minha trilha favorita.
Queria ter...
E rebolar com suas roupas pela sala enquanto te espero acordar pro café da manhã.
Ou pro café delícia da tarde, sabe? Aquele feito no coador, enquanto nos deliciamos com o cheiro do grão numa troca de conversas infintas em um tempo limite...
Quem é você? Por que não veio ainda?
Tô te esperando!
- E quando chegar abra a porta com a chave que conquistou, me ganhe num abraço de tragar pelos poros, me mate num beijo e me renasça com um suspiro.



Saudade do que não foi...
Ânsia d'q que eu não sei...
Sofrimento de lonjuras.

Ave!!


By San




Encostei-me a ti, sabendo que eras somente onda…
[Cecília Meireles]





sábado, 10 de março de 2012

#Para anotar no livro da vida# =)


Diz o mestre:

Reparem como certas palavras foram construídas para mostrar claramente o que querem dizer. Tomemos a palavra «preocupação» e dividamo-la em duas: pré e ocupação. Significa ocupar-se de uma coisa antes que ela aconteça.
Quem, em todo este Universo, pode ter o dom de se ocupar de uma coisa que ainda não aconteceu?
Nunca se preocupe. Esteja atento ao seu destino e ao seu caminho. Aprenda tudo o que precisa de aprender para manejar bem a espada de Luz que lhe foi confiada. Repare como lutam os amigos, os mestres e os inimigos.
Treine bastante, mas não cometa o pior dos erros: acreditar que sabe qual o golpe que o adversário vai usar.

( Maktub - Paulo Coelho )


Que em mim, exista um pote enorme de sabedoria, onde quando eu não puder compreender o outro que me machuca, este pote se abra como uma borboleta a sair de um casulo, trazendo-me o auto-consolo fruto do amor-próprio, deixando sorrisos sutis de entendimento...

Deus sabe tudo, conhece tudo, entende tudo. Ele está no controle de tudo!! *--*

By San