sábado, 17 de março de 2012

L-A-C-U-N-A... Espaço vago no interior de um corpo.


Queria saber quem é você.
Poder te chamar, te ter por perto, te amar com calma e doçura.
Queria saber porque não chegou ainda. Pra eu me embalar nos seus braços ao som de um samba e depois fazer amor até de manhazinha, na suavidade da minha trilha favorita.
Queria ter...
E rebolar com suas roupas pela sala enquanto te espero acordar pro café da manhã.
Ou pro café delícia da tarde, sabe? Aquele feito no coador, enquanto nos deliciamos com o cheiro do grão numa troca de conversas infintas em um tempo limite...
Quem é você? Por que não veio ainda?
Tô te esperando!
- E quando chegar abra a porta com a chave que conquistou, me ganhe num abraço de tragar pelos poros, me mate num beijo e me renasça com um suspiro.



Saudade do que não foi...
Ânsia d'q que eu não sei...
Sofrimento de lonjuras.

Ave!!


By San




Encostei-me a ti, sabendo que eras somente onda…
[Cecília Meireles]





Nenhum comentário:

Postar um comentário