quarta-feira, 8 de agosto de 2012

Só o amor suporta tudo!!!

Amor que é amor dura a vida inteira, se não durou é porque nunca foi amor. 
O amor resiste à distância, ao silêncio das separações e até às traições. 
Sem perdão não há amor. 
Diga-me quem você mais perdoou na vida, e eu então saberei dizer quem você mais amou.
O amor é equação onde prevalece a multiplicação do perdão. Você o percebe no momento em que o outro fez tudo errado, e mesmo assim você olha nos olhos dele e diz: 'Mesmo fazendo tudo errado eu não sei viver sem você. Eu não posso ser nem a metade do que sou se você não estiver por perto!
O amor nos possibilita enxergar lugares do nosso coração que sozinhos jamais poderíamos enxergar. 
O poeta soube traduzir bem quando disse:
Se eu não te amasse tanto assim, talvez perdesse os sonhos dentro de mim e vivesse na escuridão. 
Se eu não te amasse tanto assim talvez não visse flores por onde eu vi, dentro do meu coração! 


((Padre Fábio de Mello))

By San



E as estrelas vão me guiar....♥



4 comentários:

  1. Quando eu to na sua frente, eu sinto toda a minha dor.
    Mas só na sua frente, eu posso sentir todo o meu amor!♥

    "Linda, linda, linda demais." <3

    E que texto lindo e verdadeiro!
    Parabéns pra você e para esse grande padre Fábio de Mello. :)

    Abraços e beijos cheio de Carinhos do teu Incansavel Admirador Secreto! ;)

    ResponderExcluir
  2. Linda mensagem e o amor faz uma grande diferença nas vidas!beijos,chica

    ResponderExcluir
  3. Lindo e é a mais pura verdade, o amor é a formula da vida e da felicidade. Seria ótimo te ter em meu blog. beijos
    http://shakespearementiu.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. O que eu mais gosto no amor? a simplicidade...Ele é capaz de destruir muralhas e quilometragens que nós mesmos criamos como parte de um medo ou insegurança, o amor nos possibilita isso, faz com que tudo fique perto, fácil, criativo, gostoso, quente, e até mesmo desesperador...

    "...Ahhh o amor é bem mais que o maior dos sonhos, faz tão bem pra mim, é real, é assim..." (Sandra de Sá)

    ResponderExcluir