segunda-feira, 4 de maio de 2015

O que vêm depois...

Depois de alguns anos de vida e certa bagagem na minha história, eu aprendi a ouvir aos alertas que vêm de dentro. Percebi que a minha intuição quase nunca se engana e eu, que aprendi a interpretar o que o coração diz, tento não me deixar iludir tão fácil.  


E ali, logo adiante, sem ter muito o que esperar, as coisas se confirmam e me mostram que estou no caminho certo, que é por aí e me fazem acreditar que as intuições costumam mesmo ter boas intenções. Saber identificar esses avisos tem me poupado tempo, noites mal dormidas e rímel borrado 













Nenhum comentário:

Postar um comentário